quinta-feira, 30 de abril de 2009

Fuga de Nova York



Eu adoro filmes de ficção cientifica, pós-apocaliptico e cyberpunk. Esse filme é oque de melhor podemos encontrar com essas caracteristicas. O longa e sua sequencia otima sequencia(Fuga de Los Angeles) serviram de inspiração para criação de uma das mais famosas series de videogame, Metal Gear Solid.

Em 1997 Nova York se tornou uma prisão de segurança máxima, onde estão os piores criminosos. Se fugir de lá é impossível entrar é no mínimo insano, mas quando o avião do Presidente (Donald Pleasence) cai em Manhattan, é oferecida a liberdade a um condenado e herói de guerra (Kurt Russell) para resgatar o mandatário.

Graças ao senso de humor cínico de Kurt Russell, o mercenário se tornaria fonte inesgotável de inspiração para roteiristas de longas de ação. “Fuga de Nova York” só não atinge a perfeição porque nenhum dos encarcerados com quem o marginal convertido em salvador contracena tem um décimo do carisma dele próprio. O taxista (Ernest Borgnine) é apenas engraçadinho, o misto de filósofo com contrabandista (Harry Dean Stanton) parece mais um bêbado inofensivo, e o líder dos vilões da cidade (o cantor Isaac Hayes) não consegue passar a sensação de perigo e demência necessárias para dar credibilidade à ação dramática. Por outro lado, o clímax vibrante, a piadinha infame no final e a presença do ídolo dos faroestes italianos, Lee Van Cleef, num papel pequeno e saboroso, dão um molho extra à aventura. Para curtir sem maiores exigências.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2

Título Original: Escape From New York
Gênero: Ficção Científica
Tempo de Duração: 108 min
Ano de Lançamento: 1981
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 312 mb

Top Secret!


Adoro o gênero da comédia pastelona, especificamente daquelas que acontecem piadas absurdas, geralmente parodiando diversas situações, algumas até despregadas ao tema central do filme. Depois de Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!, o triângulo especialista no assunto, formado por Jim Abrahams (Top Gang!), David Zucker (Corra Que a Polícia Vem Aí) e Jerry Zucker (Tá Todo Mundo Louco) uniu-se novamente para realizar Top Secret!

Pegando carona na luta na antiga Alemanha Oriental, conhecemos a história de Nick Rivers (Val Kilmer), um cantor em franca ascensão nos Estados Unidos, que é chamado para cantar em um festival no país, junto de muitos outros artistas do mundo. Só que, na verdade, esse festival nada mais é do que um pano de fundo para que um plano maléfico de bombardeiro a submarinos inimigos aconteça pelos malvados estrategistas alemães. Durante sua viagem, ele acaba se envolvendo com Hillary (Lucy Gutteridge), uma linda jovem da resistência, que o deixará ainda mais inserido em toda essa confusão política.

Em meio à essa confusão toda, o filme aproveita a oportunidade para várias tiradas políticas, como por exemplo a crítica clara ao então presidente Ronald Reagan, além de vários outros tiros para todos os lados - até mesmo A Lagoa Azul entra na roda! Característica do cinema dos autores, as piadas constantes, geralmente trabalhando com a contra-expectativa do público e o absurdo, aqui estão em menor número; e, apesar de sempre inteligentes, ficam abaixo da expectativa e até do seu propósito, elas se propõem a serem uma sátira aos filmes de espionagem, onde tudo era levado muito a sério, mas falta piada para isso

Val Kilmer, novinho e em seu filme de estréia no cinema (havia feito apenas um outro, para a televisão), brinca de um lado para o outro com seu bom jogo de cintura, mas falha justamente naquilo que lhe marcou a carreira inteira: a falta de expressão; fora que ele não tem um tom cômico muito afiado, o que o prejudica consideravelmente nesse papel. Há ainda participações de nomes importantes do cinema, como Omar Sharif (que trabalhou com David Lean em Lawrence da Arábia) e Peter Cushing (que trabalhou em uma série de fitas de horror ao longo de toda a sua carreira).

É importante dizer ainda que, para gostar desse tipo de filme, você tem que entender as referências e, acima de tudo, ter extremo bom humor, principalmente no que se trata de humor negro. Encaixando-se nos pré-requisitos para a diversão, você vai rir para caramba, mesmo que menos do que os demais filmes dos cineastas. Como uma besteira descompromissada e, principalmente, como estudo de um gênero que já não é mais tão inteligente como antes, vale a pena. Agora, se você for esperando algo mais, é melhor procurar outros títulos.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2

Título Original: Top Secret
Gênero: Ação/Comédia
Tempo de Duração: 90 min
Ano de Lançamento: 1984
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 295 Mb

Entrevista Com o Vampiro


Não pense que se trata de mais um filme de terror cheio de sustos e crucifixos e estacas brandindo pelos ares enquanto os mocinhos tentam se salvar e destruir a grande criatura malígna. “Entrevista com o Vampiro”, baseado em livro homônimo de Anne Rice (que também assina o roteiro), toma um enfoque mais pessoal e introspectivo, descrevendo o que seria um encontro entre um jornalista e um vampiro. A história nos leva em um flashback pela vida do narrador, o vampiro Louis de Pont de Lac (Brad Pitt), desde sua morte como humano (e então nascimento como vampiro) até os dias atuais. Esse enfoque nada convencional em produções do gênero nos leva por 200 anos, começando pelas plantações e escravidão que dominavam o sul dos EUA no século XVIII, passando pelo gótico e decadente submundo de Paris do século XIX e terminando na São Francisco dos dias atuais.

Desde seu primeiro dia como vampiro, Louis recebe a tutelagem de seu criador, o vampiro Lestat (Tom Cruise), que o ensina sobre a arte de viver uma vida de luxos entre a aristocracia, sem revelar sua verdadeira natureza. Mas Louis não se livra facilmente do sofrimento de se alimentar de outras pessoas, e Lestat acaba por dar a seu amigo uma companheira, uma inocente criança. Lestat transforma Claudia em uma vampira para que essa seja companhia a Louis e também para que ela possa ser a pupila que Louis nunca teve, achando que ela é nova demais para se importar com os humanos. Os anos passam e revelam que Claudia, apesar do rosto angelical, é na verdade um vampiro frio capaz de tudo por poder. Ela aos poucos percebe que nunca irá envelhecer, sendo eternamente vista por todos como uma criança, e isso lentamente a enfurece e coloca Claudia contra aquele que a criou...

Sim, existe terror em “Entrevista com o Vampiro”. Mas ele vem de uma forma mais sutil. Ele está no mundo noturno e maligno em que vivem as criaturas do filme, nas atrocidades que cometem para poderem se alimentar, na maneira como eles encaram os humanos como apenas gado... mas, principalmente, no horror que é descobrir essa nova realidade dia a dia. E esse é o papel do personagem de Brad Pitt, passar ao escritor que escuta sua narrativa todo esse sofrimento. E isso é alcançado plenamente, através de uma ótima interpretação. Com igual performance Tom Cruise faz a sua parte para coroar o filme: Lestat, ao contrário de Louis, é um caçador, um assassino frio que vê suas vítimas apenas como alimento e aceita plenamente seu lugar na natureza. E Cruise, com seu ar de playboy encaixa no papel como uma luva. Se não bastasse, a jovem Kirsten Dunst também faz boa atuação e Antonio Banderas (que surge lá pelo meio do filme no papel de um velho vampiro que não vê mais prazer no mundo) também incorpora bem a sua parte.

Resumindo, essa é uma das mais marcantes produções adaptadas de livros de terror. Assim como “Dracula” de Francis Ford Coppola, “Entrevista com o Vampiro” consegue, através de interpretações excelentes e um roteiro bem adaptado, se imortalizar na galeria dos grandes filmes sobre essa imortal criatura, o vampiro.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: Interview with the Vampire: The Vampire Chronicles
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 122 min
Ano de Lançamento: 1994
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 402 Mb

Blade Runner, O Caçador de Androides


Pode-se considerar Blade Runner como o verdadeiro filme de culto? Este foi um filme que foi mal recebido pela opinião critica e pelo publico, aquando a sua estreia, e só ganhou “momentum”, em 1992 quando surgiu o primeiro “director’s cut”, desde então o filme adquiriu uma mística diferente, ganhando a sua legião de fãs que até então estava adormecida. E sejamos justos, este é um grande filme, ultrapassável por muito poucos, um filme à frente do seu tempo, e injustamente mal recebido na altura, devido a uma conjectura muito desfavorável.

O filme é uma reflexão sobre o maniqueísmo do homem perante as coisas que cria. O complexo de Deus e a perda de controlo sobre a criação. Um eterno dilema entre criação e criador. A permanente busca de um sentido para a vida.

Num futuro próximo, colonização espacial e a clonagem já é uma realidade. Numa sociedade corporativista, e saturada pelo seu crescimento exponencial, a população divide-se em humanos e replicants, andróides usados para trabalhos de escravo nas varias colónias terrestres. Criados pela Tyrell Corporation, estes são concebidos para parecer mais humanos que os próprios humanos, sendo que mais fortes e mais ágeis, mas com um tempo de vida mais curto (4 anos), como forma de controle. Existe uma força policial, os Blade Runners, que os caça e os mata se o trabalho assim o exige. O filme é a viagem de um ex-blade Runner Rick Deckard que é chamado ao serviço para eliminar um grupo de Replicants que evadiram em busca de um significado para as suas vidas que brevemente se extinguirá.

Vale a pena conferir a emocionante história desses replicantes que, em sua semelhança com o ser humano, apenas desejavam o mesmo que todos nós: um tempo maior de vida sobre a Terra. Destaque ainda para as atuações de Harrison Ford (no auge de seu vigor físico), no papel do blade runner Deckard, e Rutger Hauer, como o líder dos replicantes, na melhor atuação de sua carreira. Completam o elenco Sean Young, Edward James Olmos e Daryl Hannah.

Trailer do Filme

Download do Filme


Título Original: Blade Runner
Gênero: Ficção Científica
Tempo de Duração: 118 min
Ano de Lançamento: 1982
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 363 mb

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Cabo do Medo(Cape of Fear)


Um ano depois de ter realizado Goodfellas, Martin Scorsese surge com Cape Fear, baseado no livro de John D. MacDonald, já adaptado ao cinema em 1962. Um filme arrepiante de Scorsese, numa altura em que fazia cinema do melhor, aprazível aos meus olhos, com argumentos realmente talhados para o seu método de contar histórias.

Robert DeNiro é Max Cady, um ex-condenado que acaba de sair da prisão depois de 14 longos anos encarcerado. O seu objectivo é vingar-se no seu advogado de defesa, interpretado por Nick Nolte, acreditando que este não teria feito o seu dever de o defender correctamente. Na prisão Max Cady tornou-se um quase especialista em literatura e direito, ganhando uma astúcia e perícia preponderantes para a vingança perfeita e infalível.

Max Cady é real. Não é uma entidade maligna, um espírito, um ser de outro mundo ou um zombie. É um ser humano, um vilão assustador, estando ao nível de grandes personagens históricas do cinema, como Norman Bates de Psycho ou Hannibal Lecter de Silence of the Lambs. Uma interpretação que valeu a Robert DeNiro mais uma nomeação para melhor actor, sendo o principal alicerce do filme. A sensação de claustrofobia, enclausuramento, incapacidade de agir e impotência face a este falso humano é todo o manjar do filme.

Completo, tudo que espera de Scorsese está presente em Cabo do Medo, um thriler de suspense psicológico com ótima direção, elenco inspirado, montagem eficiente, fotografia que utiliza uma paleta de cores escuras, que casa perfeitamente com a trama e com os perfis dos personagens. Quando a metragem começar a rodar no seu dvd, relaxe, afinal você está nas mãos de um mestre.

Trailer do Filme


Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2
Download do Filme - parte 3

Título Original: Cape Fear
Gênero: Suspense
Tempo de Duração: 130 min
Ano de Lançamento: 1991
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 433 mb

O Iluminado(The Shinning)


O nome de um é "Stanley Kubrick" do outro "Stephen King", o título do longa é "O Iluminado". Com o nome destes dois dinossauros envolvidos em um longa, poderemos arriscar e dar nota máxima sem mesmo tê-lo assistido.

Procurando um novo projeto para rodar, Kubrick se depara com o livro "The Shining", de Stephen King e, um certo tempo depois, mais precisamente em 1.980, lança o longa-metragem "O Iluminado" que, no meu ponto de vista, é o longa que possui os movimentos de câmeras mais incríveis do mundo cinematográfico e, isso, porque foi elaborado há quase 30 anos atrás, na época em que o protagonista Jack Nicholson abusava de sua juventude, mas, sempre se mostrando um maduro ator, independente da idade. O destaque nas atuações vai sem dúvida nenhuma para "Nicholson" mas, a péssima atuação da atriz Shelley Duvall "Wendy", não atrapalha muito e não baixa a cotação do longa que é excelente. Jack Nicholson não deixa muito espaço para outras atuações, nem mesmo para o pequenino ator Danny Lloyd (Danny Torrance - O Iluminado) que hoje deve estar beirando os seus 40 anos.

Sendo aéreas ou terrestres, as imagens são espetaculares e o operador de câmera deve ter sido um dos mais habilidosos que já existiu no mundo da sétima arte. Geralmente em uma resenha crítica, só é citado o nome dos atores e diretores, mas não devemos nos esquecer que um filme é elaborado na maioria das vezes, por dezenas de pessoas e, para que um filme seja ótimo, toda a equipe também deve ser ótima, desde os câmeras até os assistentes, o qual acredito que o assistente de direção Brian Cook, deve ter tido uma grande participação e, não devo dar o mérito somente ao excêntrico "Stanley Kubrick".

O longa é um tremendo de um suspense/terror e, estes filmes do mesmo gênero que estão sendo lançados ultimamente, não chegam nem perto, pois se compararmos as datas, notaremos que há 26 anos atrás, não existia os mesmos recursos de hoje, efeitos especiais, etc. e, mesmo assim "O Iluminado" bate de frente com qualquer filme do gênero e ultrapassa as expectativas de qualquer bom cinéfilo.

É o unico filme que toda vez que vejo eu morro de medo. Esta no meu top10 de filmes de terror.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: The Shining
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 144 min
Ano de Lançamento: 1980
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 466 mb

Quadrilha de Sadicos(The Hills Have Eyes)


Durante uma viagem de carro pela Califórnia, a família Carter resolveu pegar um atalho. Foi a sua desgraça. Eles encontraram um grupo de canibais que transformou suas vidas num pesadelo infernal.

O que dizer do 2º filme de Wes Craven o antigo diretor fodão e cheio de futuro, que ao lado do nosso querido velhinho Romero foram os diretores mais influentes dos anos 70. Romero continua na ativa fazendo bons filmes de terror e Craven fez Pânico e mais algumas coisas nada interessantes. Mas como o assunto é o quadrilha de sádicos, os anos 70 foram os anos dourados do terror. Produções violentíssima, cheias de critica implícita e com clima muito tenso e é claro, o low budget de sempre. O mais interessante é que uma família normal, a típica família que se reúne no natal, todo mundo feliz, toda aquela falsidade...Deve lutar como selvagem para sobreviver aos canibais que assolam sua segurança. O filme é sério, pesado, cru e sem exageros. Imagine você, cercado das pessoas que mais ama querendo curtir as tão merecidas férias, inclusive com a vovó e os seus filhos, e derrepente se perde no meio do nada, sem saber aonde está, sem ninguém para ajudar e sem ter como fugir. O clima é claustrófobico, afinal grande parte se passa dentro de um trailer e a cada momento você fica pensando se alguém conseguirá sobreviver. O stress aumenta e o instinto mais primitivo do animal homem vem a tona, o instinto de sobrevivência. Outro filme obrigátório para qualquer fã de filmes de terror que se preze.

Recentemente lançou um remake desse filme, aqui no Brasil foi batizado como "A Viagem Maldita", excelente filme mantendo o mesmo nivel do original mas com algumas ideias novas e com efeitos melhores. E ja recebeu uma sequencia nomeada de "O Retornos dos Malditos", muito boa tambem.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: The Hills Have Eyes
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 89 min
Ano de Lançamento: 1977
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 323 mb

O Colecionador de Ossos(The Bone Collector)

Durante uma investigação num túnel do metrô de Nova York, Lincoln Rhyme, um conceituado policial, sofre um acidente quando uma viga cai sobre ele, deixando-o tetraplégico, sem poder mover seus braços e pernas e sem muita vontade de viver. Rhyme tem um olho afiado para detalhes e sabe farejar pistas, tendo se tornado numa verdadeira lenda junto à força policial nova-iorquina.

Após quatro anos em cima de uma cama, onde é vítima de ataques de depressão, Rhyme se concentra na idéia de suicídio, mas como é difícil para ele se matar, tenta convencer aos que estão à sua volta em ajudá-lo com a prática da eutanásia, que chama de transição final.

De repente, tudo muda quando um "serial killer" comete uma série de crimes violentos, todos com o mesmo detalhe de, antes de matar sua vítima, arrancar um pedaço de osso para guardar como lembrança. Para o sagaz policial, fica claro que o criminoso quer dizer alguma coisa. Decidido a desvendar o mistério que envolve essas mortes e, sendo respeitado por seus colegas, Rhyme consegue que todos os modernos meios de investigação sejam levados para sua casa, inclusive um supercomputador que é acionado pela voz.

Por outro lado, às vésperas de ser transferida para um cargo administrativo, Amelia Donaghy, uma jovem e determinada policial de apenas vinte e poucos anos, sai em sua última missão de campo que a leva à cena de um crime hediondo com um corpo cruelmente mutilado. Sua agilidade mental, coragem e ousadia, na condução do caso, não passam desapercebidas.

Assim, como se acha imobilizado, Rhyme resolve tê-la ao seu lado para que ela lhe sirva de ouvidos e olhos durante as investigações de campo dos crimes cometidos por esse psicopata que os desafia, deixando pistas secretas para Rhyme decifrar e Donaghy descobrir a tempo de salvar as vidas das próximas vítimas.

"O Colecionador de Ossos" é um bom filme de suspense, embora longe de ser considerado excelente. Realizado pelo diretor australiano Phillip Noyce, o filme apresenta alguns diálogos inteligentes e um roteiro com intrincados quebra-cabeças.

Alguns clichês acham-se presentes, como o bom policial que resolve todos os problemas enquanto o mau policial faz de tudo para prejudicar as investigações.

A direção de Noyce é razoável. Já o elenco está muito bem. Denzel Washington nos brinda com uma ótima atuação como o paraplégico Lincoln Rhyme. Angelina Jolie também está ótima como a jovem e determinada policial. Entre os atores coadjuvantes, destacam-se os trabalhos de Queen Latifah, Ed O'Neill e Mike McGlone.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2
Download do Filme - parte 3

Título Original: The Bone Collector
Tamanho: 290 MB
Formato: RMVB - DVDRip
Áudio: Inglês
Legendado: Portugues
Gênero: Suspense
Ano de Lançamento: 1999

terça-feira, 28 de abril de 2009

A Hora do Pesadelo(A Nightmare on Elm Street)


Eis a obra que marcou o início do cinema de terror como o conhecemos hoje. Embora tenha vindo depois de Sexta-Feira 13, outra franquia do gênero que dominou as salas daquela década, foi A Hora do Pesadelo que pavimentou o caminho que os filmes de terror seguiriam a partir de então, sendo sucesso absoluto tanto de público quanto de crítica na época de seu lançamento (o que não era verdadeiro para a série Sexta-Feira 13). Para se ter uma idéia do que este filme representa para a história do cinema de terror, basta saber que, resguardados os aspectos técnicos, sua importância iguala-se à de clássicos como Nosferatu ou O Exorcista, por ter introduzido um dos mais bem-bolados bichos-papões modernos (na figura de Freddy Krueger) com uma história envolvente e inovadora.

Mas quem é Freddy Krueger? Ele é hoje um ícone, não há o que se discutir. Mas um dia ele já foi um assassino desconhecido e enigmático, no filme que mostra sua primeira aparição e explica sua origem nefasta. Aqui, ele atormenta os sonhos de alguns jovens que moram na rua Elm, na cidadezinha de Springwood. Como a jovem Nancy (Heather Langenkamp, alçada hoje ao panteão das heroínas dos filmes de horror) vem a descobrir, esses sonhos parecem ser bem mais que pesadelos macabros, já que as garras do horrível homem desfigurado deixam marcas reais em seu corpo quando ela acorda. À medida que a garota vê seus amigos serem mortos um a um de forma inexplicável, a conclusão a que ela chega é que nada vai impedir o assassino, a não ser ela própria.

Robert Englund ficou famoso da noite para o dia por seu papel como Freddy Krueger. Wes Craven, o mestre responsável por outras pérolas cinematográficas como Aniversário Macabro, A Maldição dos Mortos-Vivos e Pânico, escreveu e dirigiu A Hora do Pesadelo, colocando a New Line no mapa das produtoras promissoras e iniciando uma série que se estenderia por mais 6 filmes. Ao lado de Jason Voorhees (Sexta-Feira 13) e, em menor escala, Michael Myers (Halloween), Freddy é o monstro sagrado do terror que todos os fãs aprenderam a amar. Alguns pelos motivos errados, como alguns dos filmes que deram seqüência a este, que transformaram o assassino num palhaço irritante cercado por efeitos especiais mirabolantes. Outros pelos motivos corretos, ou seja, por terem presenciado a sua personalidade perturbadora e sádica e acompanhado as torturas oníricas no primeiro e mais original filme de toda a série.

Por ser um filme B, ainda que de primeira categoria, A Hora do Pesadelo não deixa de ter algumas falhas menores como, por exemplo, o colchão que amortece a queda de Freddy na escada ou a maquiagem rechonchuda de seu rosto em chamas. Mas tudo isso é compensado pela trilha sonora inesquecível de Charles Bernstein, inconfundível e reutilizada à exaustão em todos os outros filmes da série. O longa parece sair um pouco dos trilhos no final, com um desfecho ambíguo que faz um pouco mais sentido se nos lembrarmos do nome original do filme (A Nightmare on Elm Street, Um Pesadelo na Rua Elm). De qualquer forma, um final nebuloso como os terríveis sonhos dos protagonistas.

Curiosidade: foi este filme que iniciou, no Brasil, a onda de se batizar filmes de terror com o título "A Hora do...", como atestam vários lançamentos posteriores à obra de Wes Craven. Outra curiosidade: Johhny Depp tem aqui seu primeiro papel no cinema, como o namorado da heroína Nancy. O destino de seu personagem é um dos mais sangrentos de toda a série.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: A Nightmare on Elm Street
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 91 min
Ano de Lançamento: 1984
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 302 mb

Scarface


Oliver Stone, Brian De Palma e Al Pacino. O primeiro escreve, o segundo realiza, o terceiro protagoniza. Nomes de peso numa obra de referência da primeira metade da década de 80. Um remake de um filme de 1932 sobre a corrupção nos Estados Unidos, reinventando por Oliver Stone.

Em 1980 milhares de cubanos fugiram/emigraram para os Estados Unidos. Tony Montana, aka Scarface, era foi um deles. Violento e determinado por natureza. Decidido a singrar na sua nova terra, Tony vai vencendo os obstáculos e alcança um lugar de topo na hierarquia do crime organizado e do tráfico de droga. As metamorfoses de uma personagem exposta à corrupção, tomada pela ganância que se tornou incontrolável. A força do poder no individuo, e a revelação da natureza mais obscura e indesejada do ser humano. Um filme sobre decadência, profanação, violência, ganância e poder impulsionados pelo sonho americano.

Mais uma fantástica interpretação de Al Pacino, de uma personagem semelhante à de Michael Corleone, em Godfather, mas com manifestações de raiva e violência bem visíveis. A melhor de Al Pacino? Talvez. Um argumento de Oliver Stone que faz deste filme uma referência e um dos pontos altos da atribulada carreira de Brian De Palma.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: Scarface
Gênero: Policial/Drama
Tempo de Duração: 168 min
Ano de Lançamento: 1983
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 553 mb

Zombi 2(Zombie)


Num velho cemitério de conquistadores espanhóis, um cadáver putrefato, trazido de volta à vida de forma desconhecida, levanta-se lentamente de sua cova rasa na terra. Seu rosto coberto de carne podre e vermes, saindo das órbitas vazias dos olhos, brilha à luz do sol, como se aquele fosse um momento belíssimo de renascer... E então, o zumbi recém-ressuscitado se atira para a frente, abocanhando violentamente a garganta da bela Auretta Gay, fazendo jorrar um rio de sangue da ferida.

A cena acima poderia muito bem estar em um filme de George A. Romero, o conhecido criador da mais perfeita trilogia sobre mortos-vivos já vista no cinema, iniciada em A NOITE DOS MORTOS-VIVOS, de 1968, continuada em ZOMBIE - O DESPERTAR DOS MORTOS, de 1978, e finalizada com DIA DOS MORTOS, de 1985. Poderia... mas não está! Os clássicos de Romero têm cemitérios, mas nunca mostraram um cadáver levantando-se do túmulo, ainda mais um cadáver putrefato, apodrecido, coberto de vermes, comprovando que a morte não é nem um pouco bonita. Devemos esta visão chocante a um italiano que tinha sido estudante de Medicina, mas preferiu fazer cinema. Seu nome: Lucio Fulci.

Chama-se ZOMBIE a obra-prima de Fulci, filmada e lançada em 1979, e que por décadas foi considerada apenas uma imitação barata do DESPERTAR DOS MORTOS de Romero, sendo injustamente relegada a um segundo plano. Mais recentemente, adquiriu um status cult e hoje já tem seu lugar garantido entre os grandes clássicos do cinema de horror - embora a crítica continue sentando o pau no filme. A obra de Fulci sofreu, também, com a picaretagem dos produtores, que lançaram a fita na Itália como ZOMBI 2 (porque O DESPERTAR DOS MORTOS, de Romero, havia sido batizado ZOMBI na Itália). Isso deu origem a uma verdadeira dança dos títulos: o filme de Fulci passou a ter um nome diferente em cada país onde era lançado, de ZOMBIE e ZOMBI 2, a ZUMBI 2 (no Brasil) até ZOMBIE FLESH EATERS (na Inglaterra).

O filme de Fulci é revolucionário para o subgênero "mortos-vivos" porque, até então, a maioria dos filmes de zumbis representava as criaturas como seres humanos normais, que andavam lentamente ou cambaleando, com os braços estendidos (tipo sonâmbulos) e os rostos pintados de branco, azul ou verde. Foi Fulci que lançou a moda dos mortos-vivos decrépitos e apodrecidos, transformados em monstros putrefatos pela ação do tempo, alguns mais decompostos do que os outros, inclusive aqueles que são verdadeiras caveiras cobertos de vermes. ZOMBIE fez escola e, a partir daí, a maquiagem dos zumbis nos filmes de horror ganhou atenção especial, fazendo até Romero "copiar" o novo estilo no posterior DIA DOS MORTOS, onde, pela primeira vez na trilogia americana, vemos zumbis putrefatos, como os do filme de Fulci.

Trailer do Filme

Download do Filme


Título Original: Zombie
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 91 min
Ano de Lançamento: 1979
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 306 mb

Chumbo Grosso(Hot Fuzz)


O diretor Edgar Wright juntou vários clichês dos filmes de ação para criar essa comédia inglesa e aproveitar o sucesso de seu projeto anterior, Todo Mundo Quase Morto, que também tirava sarro do cinema, no outro caso, eram os filmes de terror, em especial aqueles de zumbis.

A parceria é a mesma: Simon Pegg e Nick Frost, os protagonistas da primeira sátira, retornam como dois policiais de uma pequena cidade do interior da Inglaterra que acabam tendo que lidar com um assassino misterioso. Os crimes são apenas pretexto para explorar as piadas, que incrivelmente não são tão explícitas e engraçadas quanto o planejado.

Chumbo Grosso foi considerado por muitos críticos como a melhor comédia de 2007. É inegável que o filme seja bem divertido, mas a resolução dos assassinatos é tão ridícula que só pode ser uma pegadinha do roteiro. De tão idiota e revoltante, o único alento é que tenha sido proposital, com a intenção de ridicularizar o gênero.

O plot inicial d a trama é o mais sensacional: policial é transferido pela polícia de Londres para uma pacata vila porque é competente demais e pode fazer com que os outros colegas percam o emprego! A crítica e ironia andam juntas com a paródia, o que dá uma carga mais cult para a produção.

A dupla de Pegg e Frost está melhor do antes e o primeiro apresenta um ótimo desempenho como ator mais sério.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: Hot Fuzz
Gênero: Ação/Policial/Comédia
Tempo de Duração: 212 min
Ano de Lançamento: 2007
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 340 mb

Stallone Cobra


Um policial especializado em missões impossíveis é escalado para proteger a testemunha-chave de um processo. Dirigido por George P. Cosmatos (Rambo 2) e com Sylvester Stallone no elenco.

Policial (Sylvester Stallone) se empenha ao máximo para proteger uma bela modelo (Brigitte Nielsen), que se tornou alvo de uma seita que mata as pessoas sem nenhum motivo aparente.

Um grande filme, não sei por que os criticos não vão com a cara do Stallone, ele apenas esta fazendo papel de um policial durão. A história do filme foi exatamente feita para o governo americano pensar em que fazer com o terrorismo e os assaltos frequentes na sociedade, e bem que mostra no filme uma realidade, os policiais prendem os bandidos , e os juizes colocam eles para fora, matando mais gente, ocorrendo mais assaltos. O que fazer então numa situação onde nunca vai mudar? A maneira mais correta se o governo não muda, é fazer a justiça matando os criminosos para nunca mais matarem e assaltarem a sociedade

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: Cobra
Gênero: Policial
Tempo de Duração: 87 min
Ano de Lançamento: 1986
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 394 mb

Os Intocaveis(The Untouchables)


Com toda força de estilo, com bons atores em ótimas atuações, e todo o controle sobre as cenas que possui o diretor De Palma, The Untochables (Os Intocáveis) consegue alçar o status de "Melhor Filme de Gângster após Poderoso Chefão.

É a década de 30, no tempo da "Lei Seca" nos EUA, o grande chefão Al Capone (Robert De Niro) comanda o tráfico de bebidas com ardilosidade, subornando a policiais e políticos de Chicago. Eliot Ness (Kevin Costner) é um policial que se vê humilhado perante a sociedade quando é enganado por Capone, motivo esse que fará com que Ness, a todo custo, tente levar Capone a julgamento por sonegação fiscal, pra isso, irá contar com a ajuda do guarda Malone (Sean Connery), e dos agentes Oscar (Charles Martin Smith) e Stone (Andy Garcia), devido ao fato de não serem tocados, nem pelo dinheiro, nem pelas armas de Capone, o grupo liderado por Ness ganhará o apelido de Intocáveis, e é aí que a caçada a Capone começa.

De Palma , antes de mais nada, faz um filme de gângster diferente em vários sentidos de O Poderoso Chefão. Contudo, Intocáveis se assemelha com o outro pela grande qualidade de seus diretores em dirigir bons atores em conjunto, criando personagens emblemáticos para o gênero. Sim. E também, há um grande apuro técnico em ambas as partes, o que carrega as obras para um sentido de abrangência mais amplo.

O Roteiro de David Mamet é regular, cria personagens fortes, todos com seus motivos muito bem definidos para efetuar suas ações: Ness combate Capone pela humilhação que sofreu perante a sociedade, e as ameaças que o chefão passou a fazer contra sua família. Contudo, enquanto temos bons personagens, o Roteiro falha, juntamente com a Direção, em construir o ambiente violento de Chicago, ao contrário, quando observamos a cidade, é sob belas passagens efetuadas por De Palma, mostrando uma cidade aparentemente desenvolvida, um grande centro econômico. Não obstante, o filme consegue gerar boas cenas de suspense, que antecedem o momento da ação direta, o que é uma boa sacada para deixar o espectador preso em frente do filme.

Quanto as atuações, De Palma conseguira o melhor de seus atores, em especial destaco a sarcástica e contundente atuação de Robert De Niro, como Capone, seu personagem caiu como uma luva, e só um ator como ele, De Niro, pra dar o respaldo suficiente a atuação de tão emblemática figura da recente história norte-americana. Já os Intocáveis, Connery (premiado com o Oscar de Coadjuvante), Costner e Andy Garcia estão muito bem, ajudando na composição das tramas com suas exemplares atuações.
Porém o filme de De Plama alçou vôos mais longos nos quesitos técnicos, Figurinos de Marilyn Vance (Predador e Curtindo a Vida Adoidado), Trilha Sonora de Ennio Morricone ( A Missão, Pecados de Guerra,Bugsy e Era um Vez na América), Direção de Arte de William A. Elliot (Rain Man e Dublê do Corpo) concorreram ao Oscar, contudo em um ano em que The Last Imperor tava levando todos os prêmios (merecidamente) ficava difícil concorrer com esse filme, principalmente nos aspectos técnicos, coisa que The Last Emperor fez algo próximo da perfeição.

Os Intocáveis faz jus sim a fama que possui de ser o "segundo melhor filme de gângster". É um bom filme, bem dirigido, bem interpretado, que passa rápido, sem, todavia, deixar em aberto alguma trama mal resolvida. Cheio de estilo, infelizmente ficou devendo, com já dito, na criação mais elaborada da situação que passava a cidade de Chicago, ademais, é um bom filme, um bom exemplo de filme que mesmo sendo lançado após o imenso sucesso de um de mesmo gênero, consegue ter vida própia, e ser não apenas "aproveitável", mas, especialmente, um ícone do gênero gângster.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Downalod do Filme - parte 2

Título Original: The Untouchables
Gênero: Policial
Tempo de Duração: 119 min
Ano de Lançamento: 1987
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 389 mb

Panico(Scream)


No final dos anos 80 e inicio dos anos 90, o genero de filmes de terror estava no fundo do poço, a falta de criatividade era imensa e so saia bomba atras de bomba. Até que em 1996, Wes Craven(Um dos mestres do terror, diretor de A Hora do Pesadelo e Quadrilha de Sadicos) ressuscitada o genero e lançando moda do terror teen.

"Panico" foi um fenomeno na epoca, custou apenas 14 milhões de dolares e conseguiu arrecadar 103 milhões. O longa foi uma febre na epoca, depois dele, surgiram copias aos montes como , Eu sei oque vocês fizeram no Verão passado e Lenda Urbana. A premissa do filme é botar um serial killer aterrorizando a galera com mortes muito divertidas e que no final do filme é revelado quem é o assasino. Na epoca era novidade isso e o pessoal ficava preso nos detalhes do filme para descobrir quem era o assasino, hoje em dia esse tipo de filme ja foi explorado ao extremo, não trazendo nenhuma novidade nem empolgação.

Na primeira vez que eu assisti o filme eu era muito molequinho, morri de medo do filme, achava a coisa mais assustadora. Era pra mim um dos melhores filmes de terror ja feito. Hoje em dia fui assistir novamente mais com um olhar mais critico e não tive a mesma sensação. O filme tem seus furos, e é meio levado na satira. Talvez não tenha me agradado pois esse tipo de filme ja esta desgastado demais e eu ja sabia todos os misterios do filme.

Mas "Panico" continua sendo um classico e muito importante para o genero de Terror/Suspense, o longa marcou uma geração e foi inspiração para um monte de outros filmes. O filme deve mais duas continuações, a segunda eu gostei bastante ja a terceira achei fraco demais. E esta sendo produzido a quarta parte da serie.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2

Título Original: Scream
Gênero: Terror
Tempo de Duração: 110 min
Ano de Lançamento: 1996
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 366 mb

Borat


Vamos aos fatos: Borat Sagdieyv é um personagem criado pelo humorista inglês Sacha Baron Cohen, bastante conhecido da TV britânica. Trata-se de um repórter fictício, machista, anti-semita e politicamente incorreto, que trabalha numa suposta emissora de TV do Cazaquistão. O sucesso deste personagem nas emissoras inglesas motivou um grupo de produtores a levantar algo em torno de U$ 18 milhões para que Borat pudesse estrear nos cinemas. Foi realizado, então, um filme simples, com jeitão amadoresco, no qual o tal repórter sai pelos Estados Unidos entrevistando variados grupos de pessoas, perguntando sobre os hábitos, costumes e pensamentos do povo norte-americano. Fingindo ingenuidade, desconhecimento do idioma e de noções básicas de civilidade, Borat acaba chocando e escandalizando os americanos conservadores, com suas perguntas e posturas inadequadas.

Genial desde sua campanha de marketing (Sacha Baron Cohen fez todas as entrevistas de divulgação do filme caracterizado como o personagem), Borat é um filme como há muito não se via. Além de absurdamente engraçada, a produção esquece todo e qualquer limite do bom senso, entregando um humor subversivo, até escatológico, e ácido ao extremo. Sim, como se não bastasse trazer problemas ao maxilar dos espectadores por causa das risadas, Borat ainda encontra espaço para criticar de maneira magistral a sociedade americana, escancarando suas feridas.

Construído na forma de mockumentary (ou seja, um falso documentário aos moldes de Zelig e Isto é Spinal Tap), Borat mistura ficção e realidade com resultados praticamente perfeitos. O grande trunfo do filme é o fato de Cohen abordar pessoas que realmente acreditam estar falando com um repórter estrangeiro. Assim, o ator utiliza sua incrível capacidade de improviso para arrancar as reações mais apavoradas, e engraçadas , das pessoas diante das excentricidades de Borat.

Diversas cenas do filme já nascem antológicas, dignas de entrar para o qualquer lista de momentos mais engraçados do cinema. A mais óbvia é, sem sombra de dúvidas, a briga de Borat com seu produtor. Não vou falar mais para não estragar a surpresa, mas não me recordo de jamais ter dado tanta risada no cinema. Cenas como o jantar com os ricaços, o quarto/elevador e a galinha no metrô são outros exemplos de momentos hilários em Borat.

Com louvável coragem e admirável cara-de-pau (o que ele faz com Pamela Anderson é quase inacreditável), Sacha Baron Cohen criou uma das maiores surpresas dos últimos anos no cinema americano. Politicamente incorretíssimo, o imenso sucesso de Borat ainda comprova que o público está cansado de moralismo idiota. Borat é, simplesmente, o trabalho de um gênio da comédia, um filme capaz de fazer rir como poucos sem deixar o cérebro de lado. Simplesmente imperdível.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2

Título Original: Borat: Cultural Learnings of America for Make Benefit Glorious Nation of Kazakhstan
Gênero: Comédia
Tempo de Duração: 84 min
Ano de Lançamento: 2006
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 300 mb

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Zodiaco(Zodiac)


David Fincher é o diretor dos finais surpreendentes. Foi assim em Se7en, em Clube da Luta, em Vidas em Jogo. Mas seu novo trabalho, Zodíaco, é a valorização do durante: o final é irrelevante. Esqueça a estrutura tradicional de um filme de suspense policial, em que crimes acontecem, muita investigação se desenrola e no final o criminoso é descoberto. Baseado na história real do serial killer que aterrorizou a Califórnia nos anos 60 e 70, Zodíaco rompe essa estrutura. Não dá para dizer exatamente como sem estragar o suspense, mas basta avisar ao espectador acostumado a roteiros padronizados que prepare-se para sair do cinema sentindo falta de alguma coisa. O que também não importa, pois o desenrolar da trama é envolvente o bastante para suprir essa falta. Enigmático o suficiente? Que bom, pois Zodíaco é indicado, acima de tudo, para quem gosta de solucionar enigmas.

O filme não chega a ser violento, apesar de algumas cenas de violência e assassinatos explícitas. Especialmente por se considerar que é uma história real. Um ponto de reflexão importante é sobre a obsessão que toma conta de certos personagens: Zodíaco mostra que, se as coisas na vida não forem feitas com moderação, tornam-se destrutivas. O equilíbrio é o fundamental.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2
Download do Filme - parte 3

Título Original: Zodiac
Gênero: Suspensa/Polical
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português

A Colheita Maldita 2: O Sacrifico Final


O filme que deu origem à série, “Colheita Maldita” (Children of the Corn, 84), de Fritz Kiersch, é uma produção cultuada do cinema de horror da década de 80, com história inspirada num conto homônimo de Stephen King publicado no livro “Sombras da Noite” (Night Shift). Um casal viajando de carro atropela acidentalmente uma criança numa estrada e ao pedir ajuda numa pequena cidade próxima, descobre o local misteriosamente vazio e dominado apenas por crianças sinistras que veneram um estranho culto religioso, o qual incita-os a matar todos os adultos da cidade e a perseguir eventuais forasteiros.

Já na continuação “Colheita Maldita 2: O Sacrifício Final” (Children of the Corn 2: The Final Sacrifice, 93), de David Price, um repórter investigativo do jornal “World Inquirer”, John Garrett (Terence Knox), chega na pequena cidade americana de Gatlin, no interior do Estado de Nebraska, acompanhado de seu filho rebelde, o adolescente Danny (Paul Scherrer), com quem está enfrentando uma crise familiar através de constantes desentendimentos. Seu objetivo é pesquisar informações para uma matéria jornalística explorando uma carnificina que ocorreu na cidade, onde dezenas de cadáveres de adultos foram encontrados no porão de uma casa.

O filme não é ruim, tem até vários elementos positivos que transformam-no numa interessante diversão, principalmente pelas várias mortes sangrentas e diferenciadas. Porém, o problema é simples: a história é praticamente a mesma do filme original. Os roteiristas A. L. Katz e Gilbert Adler preferiram utilizar o mesmo argumento do filme de 1984 com algumas poucas alterações, transferindo as crianças assassinas para uma cidade vizinha, onde continuam a exterminar os adultos, tendo um novo líder influenciado pelo demônio que controla os milharais, e introduzindo um repórter e seu filho para tentar combatê-los.

Trailer do Filme

Download do Filme


Título Original: Childern of The Corn 2: The Final Sacrifice
Gênero: Terror
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português

Apertem Os Cintos O Piloto Sumiu(Airplane)


O filme faz uma paródia dos disaster movies, que ocuparam as telonas dezenas de vezes após “Aeroporto” (1970). Aqui, um piloto de aviões que havia abandonado a profissão após ter desenvolvido um trauma de guerra, Ted Striker (Robert Hays), entra num Junbo como passageiro, com o intuito de reconquistar sua ex-namorada, a aeromoça Elaine (Julie Hagerty). Após o envenenamento de toda a tripulação e parte dos viajantes, Striker, agora o único piloto a bordo, vê-se obrigado a comandar a nave até a aterrissagem, com a ajuda em terra de McCroskey, um controlador de tráfico aéreo maluco interpretado por Lloyd McCloskey (Lloyde Bridges) e de seu antigo e não menos lunático chefe, o capitão Rex Kramer (Robert Stack). Ao longo do filme, assistimos a um desfile de situações hilariantes, resultado de um repertório típico do cinema catástrofe, uma freira tocando violão, uma jovem cardíaca em viagem para um transplante, uma velha senhora histérica, dois negros que conversam em gíria, quase dialeto, que acabam sendo legendados, entre outros.

Há também sátiras de musicais, tais como "Os Embalos de Sábado à Noite" (1978]7) e de clássicos, como "A Um Passo da Eternidade" (1953). Leslie Nielsen interpreta o Dr. Rumack, iniciando uma seqüência de comédias que acabou caracterizando majoritariamente sua carreira.

"Airplane!" ou "Apertem os cintos, o piloto sumiu!" marcou toda a geração que pode ver e chorar de rir com tantos sketchs bem feitos. Não temos mais oportunidade de assistir a filme de comédia desse porte, que não tenham sexo ou palavreado chulo. "Apertem os cintos, o piloto sumiu!" é uma obra-prima do humor, está no altar do cinema mundial, ao lado de "Top Secret, missão ultrasecreta", "Férias frustradas" (todos eles) e "Top gang, ases muito loucos". Quem nunca viu um desses filmes não sabe o que é comédia.

Trailer do Filme


Download do Filme

Título Original: Airplane!
Gênero: Comedia
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português

Gran Torino


Depois de Changelling eis que Clint Eastwood nos brinda com este Grand Torino. No filme Eastwood interpreta o papel de um duro veterano da guerra da Coreia, Walter Kovalski (Clint Eastwood) que, depois da morte da mulher, se dá conta de que a comunidade onde estava inserido se modificou e agora os seus vizinhos são Hmongs, elementos de uma tribo do Sudoeste asiático que se aliou aos americanos contra os Vietcongs. Apesar de racista e xenófobo, os acontecimentos levam-no a aproximar-se de um jovem dessa comunidade, Thao (Bee Vang), da sua família e dos seus problemas, nomeadamente a sua resistência em integrar os gangs organizados de Hmongs que atacam na vizinhança. Esta resistência trará inúmeros problemas à família que de uma forma ou de outra atingem também Kovalski a um ponto que modifica toda a sua vida.

Esta personagem é o pilar sobre o qual se ergue toda a construção narrativa e a meu ver o aspecto mais positivo da obra. Duro como os duros de antigamente, preconceituoso, resistente à mudança e às investidas do padre da comunidade que, para satisfazer o último desejo da sua esposa, insiste com este para se confessar, Walter Kovalski é uma figura convincente e muito bem conseguida por Eastwood. As suas contradições, o zelo com que cuida do seu Gran Torino de ’72, a amizade que subtilmente vai desenvolvendo por Thao e pela sua família são credíveis e transformam-no certamente numa personagem que ficará marcada na memória dos espectadores. No entanto, o filme peca a meu ver pelo peso demasiado do argumento. O desenrolar dos acontecimentos, os actos de vingança e de reacção a estes, os ambientes de subúrbio degradado, pejam a história de um ambiente negro e soturno que lhe retiram verosimilhança. A vida não é necessariamente a preto e branco.

A abordagem do melting pot americano e dos conflitos gerados por esses choques culturais é interessante e abre-nos as portas para o universo de uma comunidade disseminada pelos estados unidos, os Hmongs, cujos hábitos são muito pouco conhecidos. O argumento consegue surpreender várias vezes o espectador e Eastwood está no seu melhor, ainda assim o filme não me convenceu totalmente e lembrou-me, ao contrário do que aconteceu com as obras com que nos brindou nos últimos anos, as cowboyadas do velho Oeste.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: Gran Torino
Gênero: Drama
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português

Kung Pow


Essa sátira aos filmes de artes marciais pega emprestado algumas cenas do pouco conhecido filme de 1976, Savage Killers, e coloca uma nova roupagem. O diretor e roteirista do filme, Steve Oedekerk, é também o proganista The Chosen One, um rapaz que quer vingar a morte de seus pais lutando contra o mestre de kung fu, Master Pain. Para completar a sátira, o filme foi dublado a fim de obter mais um efeito cômico: o movimento das bocas não coincidem com a dublagem.

O filme é repleto de cenas hilarias, praticamente você vai ficar rindo do inicio ao fim do filme, não sei como nunca saiu uma continuação dele. Pra quem gosta de comedia besteirol vai achar Kung Pow a coisa mais engraçada do mundo.

Poucas pessoas viram esse filme porque teve uma fraca campanha de marketing, e a capa e a sinopse não ajuda muito. Mas garanto que vocês estão em frente de uma das 5 melhores comedias de besteirol de todos os tempos.

Trailer do Filme

Download do Filme

Original: Kung Pow: Enter the Fist
Gênero: Ação/Comédia
Tempo de Duração: 81 min
Ano de Lançamento: 2002
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 274 mb
Servidor: Megaupload

domingo, 26 de abril de 2009

Terra Tranquila(The Quiet Earth)


Esse filme é uma grata supresa, não sei como nunca ouvi falar dele. Ele é muito diferente dos blockbusters de hoje em dia, ele não é cheio de efeitos especiais e orçamentos milionarios, mas consegue agradar da mesma maneira e tem aquele charme dos filmes antigos.

O longa é uma especie de "Eu sou a lenda" mas sem os monstros. Nele um cientista acorda e percebe que todo o resto dos seres vivos desapareceram sem motivo algum. O filme consegue transmitir muito bem a sensação de estar sozinho no universo inteiro, mostrando como seria assustador e lunatica uma experiencia dessas, mas no decorrer do filme descobrimos que ele não esta tao sozinho como pensa.

O filme tem um ritimo muito diferente dos outros filmes, não é um filme que vai agradar a todos, por ter apenas um personagem praticamente, o longa não é recheado de otimos dialogos e cenas de ação. Ele lembra muito o classico "2001: Uma Odisseia no Espaço".

Eu gosto muito de ficção cientifica e curti bastante o longa, recomendo para os fãs do genero.

Trailer do Filme

Download do Filme

The Quiet Earth - Legendado
Tamanho: 505MB
Gênero: Ficção Científica
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 1985

Seven - Os Sete Crimes Capitais


Seven é um filme de serial killer, um gênero explorado à exaustão e que raramente vai além do entretenimento raso, mas David Fincher conseguiu fazer um filme denso e reflexivo que parte das fórmulas de um gênero de massa para reinventá-lo. Para completar, o filme é entretenimento para colar o espectador na poltrona do começo ao fim. Tipicamente, em filmes de serial killer o detetive deve usar da astúcia para garimpar provas e chegar ao criminoso que o desafia como se ambos estivessem disputando uma partida de xadrez. Em Seven, as coisas acontecem de forma diferente. A dupla de detetives encontra as pistas sutis deixadas pelo assassino e se aproxima dele aos poucos. No entanto, mal sabem os dois que tudo estava planejado na mente do serial killer. Para executar sua obra, o criminoso precisava da colaboração dos melhores policiais da corporação, caso contrário, seu espetáculo não seria grandioso.

Um filme extremamente interessante. Fiquei colado na poltrona do princípio ao fim do filme. Fincher neste filme acertou a mão! A escolha do elenco foi ótima, com um Brad Pitt atuando ireconhecivelmente bem, e Kevin Spacey se despontando como um dos grandes atores da história do cinema. O roteiro é outro ponto forte do filme, está muito bem emaranhado e a forma pela qual os crimes capitais acontecem é muito criativa e até mesmo chocante. E o filme não poderia ter melhor cenário e desfecho. Muito bom.

Um dos melhores filmes de serial killer que ja assisti.

Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 352MB
Gênero: Policial, Suspense
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 1995

30 Dias de Escuridão(30 Days of Night)


Baseado numa HQ, '30 Dias de Noite'. Quase duas horas em uma escura sala de cinema. Macabros e assustadores vampiros (diferentes dos habitualmente mostrados nos filmes) sedentos não só por sangue, mas também por forçar o terror nos olhos de suas vítimas. Como poderia ser melhor?

Para os fãs do gênero, esta produção consegue amedrontar do início ao fim, se sobressaindo como um dos melhores filmes de terror sobre vampiros já produzidos.

Na pequena cidade de Barrow, no Alaska, onde na metade do inverno o sol se põe e não reaparece por mais de 30 dias e noites consecutivos. Da escuridão e das terras geladas da inóspita região surge uma força do mal que espalha terror entre os habitantes do lugar. A única esperança de salvação dos moradores de Barrow é um casal de policiais, um homem e uma mulher divididos entre proteger suas próprias vidas ou ajudar a cidade a sobreviver até o retorno da luz do sol.

O enredo, muito bem amarrado, aproveita estes assustadores 30 dias em que a escuridão impera (junto ao gelo e a baixa temperatura) e cria uma atmosfera escura e tensa, conseguindo deixar o cinéfilo ligado ao belo visual do longa e aos feiosos vilões, sempre manchados com sangue (muito sangue).

Do casal central, quem mais se destaca é a bela Melissa George, que já havia chamado atenção por sua ótima atuação em 'Horror em Amytiville'. Josh Hartnett, o herói de 'Pearl Harbor', está mais apagado, mas ainda assim consegue uma atuação decente.

O único problema do longa é que, ao mesmo tempo que passa o desespero dos protagonista, também acaba ficando monótono em várias partes lentas e desnecessárias, deixando toda a ação para o finalzinho da produção. Mesmo assim, um terror de primeira, que merece ser apreciado.

Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 359MB
Gênero: Terror
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 2007

A Outra Historia Americana(American History X)


A Outra História Americana" (American History X, 1998) é o tipo do filme que impressiona, choca o espectador, uma verdadeira obra-prima que trata de assuntos delicados e polêmicos, a cada imagem que vemos, ficamos ainda mais impressionados, angustiados, com certeza, quem se arriscar a assistir este grande filme jamais irá esquece-lo.

O roteiro do filme nós prega uma crítica a intolerância racial, o nazismo americano é retratado de forma crua, o modo em que os Skin-Heads se acham superior aos negros, aos latinos e aos judeus, e tudo isso é mostrado de um modo impressionante, e principal é que ele se apega a esteriótipos, a trama é mostrada pelos dois lados da moeda, ou seja, o script jamais toma uma posição capaz de dizer que os negros são vítimas de injustiça social e que os brancos são seus opressores, isso nem chega a ser mencionado, o que importa para a produção e mostrar que qualquer tipo de ódio não leva a nada, e que não há razal para termos preconteitos, devemos respeitar cada individuo de modo que ele é, e realmenete isso é passado de uma forma muito chocante.

Edward Norton é, sem sombra de dúvidas, um dos (ou talvez até O) melhores atores de Hollywood, suas atuações são sensacionais, e aqui, Norton é uma peça chave, toda a sua performance é incrivel, cada momento em que ele aparece em cena, ele consegue dar um show, um ator altamente talentoso; Edward Furlong também se mostra um ator muito mais maduro do que em "O Exterminador do Futuro 2", Furlong não fica muito atrás de Norton e alcança uma atuação 10, juntos por suas ótimas performances tem a direção pesada e perfeita do Tony Kaye, que apesar de ter sido seu primeiro filme, já mostra um grande talento por trás das cameras, contudo, existem rumores de que Kaye não é o "verdadeiro" diretor do filme, mas sim Norton... pelo menos nos créditos consta o nome de Kaye, mas nunca se sabe, mas independetemente de que o dirigiu, nota-se que foi um trabalho perfeito.

Não se iludada! Esse filme foi a melhor produção de 1998, disso, eu não tenho a menor dúvida, porém ele não alcançou grandes premiações, e deste modo vemos que a Academia nem sempre olha apenas para o lado da qualidade, mas sim, também o lado comercial (grande novidade!), pois vale lembrar que esse filme é uma produção idependente, não tem um grande estúdio, não tem a Miramax, e com isso, ele levou apenas uma "miséra" indicação de Melhor Ator (mais do que merecida), mas a perdeu, uma verdadeira palhaçada, numa análise dos cinco indicados, nenhum deles chegam aos pés dessa obra-prima, tudo bem que "Elizabeth" é ótimo e "Shakespeare Apaixonado" e "A Vida É Bela" são filme bonitos, mas bem longe da grande qualidade desse grande filme, isso sem falar em "O Resgate do Soldado Ryan", que passa uma mensagem totalmente oposta a que vemos aqui, desta forma, em muitas ocasiões, fica impossível levar o Oscar a sério... "A Outra História Americana" é um dos melhores filmes já feitos, é algo impressionante que deve ser assistido por todos, mas principalmente por aqueles que se acham superiores a outros por algum tipo de motivo ridiculo, e como diz mesmo a última frase do filme: "A vida é muito curta pare se ter algum tipo de ódio"."

Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 370MB
Gênero: Drama
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 1998

Aeon Flux


Volta e meia se fala da “maldição do Oscar”, ou seja, de que atores e atrizes, após ganharem o maior prêmio da indústria do cinema, só participam de bombas, penando até conseguirem bons papéis. Os exemplos são muitos, e nomes como Timothy Hutton , Mira Sorvino , Marlee Matlin e Helen Hunt são apenas alguns que não me deixa mentir. E Charlize Theron por pouco não se juntou ao grupo, não fosse ter protagonizado o drama TERRA FRIA – pelo qual foi novamente indicada como Melhor Atriz – assim que se encerraram as filmagens de AEON FLUX, este sim um verdadeiro desastre, desprezado pela crítica especializada e fracasso retumbante nas bilheterias (arrecadou US$ 25 milhões, para um orçamento superior ao dobro deste valor).

Não que Charlize esteja ruim – ela, pouco a pouco, está se tornando uma intérprete acima deste tipo de julgamento. Seu empenho – chegou a treinar com artistas do Cirque du Soleil – em dar vida a uma figura dramática unidimensional e pouco convincente é perceptível, mas o ambiente ao seu redor pouco colabora. A direção engessada de Karyn Kusama (GIRLFIGHT) é um problema ainda maior. Ela parece estar fora de seu ambiente, explorando de forma insatisfatória tanto os cenários futuristas – que por sua vez parecem por demais artificiais – quanto os dramas que movem os personagens. Isso sem mencionar a conclusão banal, em que o grande enlace de um ”futuro mutante” nada mais é do que um caso de amor mal resolvido e vítima de ciúmes doentio, num arremedo shakespeareano mal desenhado e, por vezes, até ridículo.

Aeon Flux (Charlize) é uma guerreira, membro de um grupo rebelde que pretende derrubar o governo totalitarista da única cidade habitável do futuro. Ela é enviada para assassinar o chefe de estado ( Marton Csokas , de CRUZADA), mas ao se deparar com ele sente algo estranho, que a impede de prosseguir em seu objetivo. Ele também reconhecerá nela algo familiar, e logo acabarão dividindo os mesmos lençóis. O irmão dele ( Jonny Lee Miller , de TRAINSPOTTING) irá ver nisso um ato de fraqueza, enquanto planeja pelos bastidores um golpe para derrubá-lo que o possibilite assumir o comando mundial em seu lugar.

Nem tudo é equívoco em AEON FLUX. A trilha, eletrônica, é bastante pertinente, contribuindo de modo decisivo para criar um clima de tensão. A ação, quando em movimento, funciona, e a forma física das duas combatentes – Theron e Sophie Okonedo , de HOTEL RWANDA – também pode ser considerado um destaque, uma vez que ambas desempenham bem o que lhes é exigido. Mas o que falta mesmo é mais ritmo, que faça o espectador ficar ligado nos acontecimentos. E um enredo mais elaborado, que não se contente com resoluções simplórias e finais felizes planejados. A intenção era fazer algo revolucionário e provocador, mas tudo o que consegue é provocar saudades pelo desenho original, exibido pela MTV até pouco tempo atrás. Isso para os fãs, que obviamente compõem um número limitado. Para os demais, resta se perguntar o que faz uma atriz conceituada como Frances McDormand (FARGO) participar de um mico desses


Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 333MB
Gênero: Ficção Científica
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 2005

A Ilha(The Island)


'A Ilha' já é encarado como um dos maiores fracassos de bilheteria do ano. Afinal, um Blockbuster que custou mais de U$ 130 Milhões irá arrecadar no máximo U$ 50 Milhões nos EUA. Mas a pergunta que sempre é feita nesses casos é: O filme é tão ruim assim? Não, nem um pouco.

Dirigido por Michael Bay, que já fez os "sucessos-bomba" 'Armageddon' e 'Pearl Harbor', este tenta optar por uma história mais complexa do que seus filmes anteriores, e em alguns momentos acaba até a complicando-a demais.

Lincoln Echo-6 (EWAN MCGREGOR) é um morador de um utópico porém rigorosamente controlado complexo em meados do século 21. Assim como todos os habitantes deste ambiente cuidadosamente controlado, Lincoln sonha em ser escolhido para ir para "A Ilha" – dita o único lugar descontaminado no planeta. Mas Lincoln logo descobre que tudo sobre sua existência é uma mentira. Ele e todos os outros habitantes do complexo são na verdade clones cujo único propósito é fornecer “partes sobressalentes” para seus humanos originais.

Percebendo que é uma questão de tempo antes que seja “usado”, Lincoln faz uma fuga ousada com uma linda colega chamada Jordan Delta-2 (Scarlett Johansson). Perseguidos sem trégua pelas forças da sinistra instituição que uma vez os abrigou, Lincoln e Jordan entram em uma corrida por suas vidas e para literalmente conhecer seus criadores.

O maior problema de 'A Ilha' foi sua divulgação de marketing. Sem querer estragar as surpresas do filme, nada foi divulgado, incluindo sinopse, notícias ou fofocas, até duas semanas antes da estreia. O filme acabou passando despercebido por muitos.
McGregor acaba se saindo bem nas filmagens e parece se divertir em cena, e Johansson, por mais bela que esteja, acaba ficando um pouco apagada em meio à produção.

O filme acaba sendo o que todos os Blockbusters costumam ser: Delicioso, degustativo e dispensável. Com um roteiro bem elaborado e mais inteligênte que o usual, cenas de ação elevadas ao extremo e astros em ascenção, 'A Ilha' foi injustamente mal recebido pelo público.

Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 396MB
Gênero: Ficção Científica
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 2005


Rebobine, Por Favor(Be kind Rewind)

Na história, Mike (Mos Def) recebe a incumbência de tomar conta da locadora de Elroy Fletcher (Danny Glover), enquanto este viaja para realizar uma pesquisa com a finalidade de modernizar o seu negócio e assim torná-lo mais lucrativo. Porém, Jerry (Jack Black), amigo de Mike, acidentalmente desmagnetiza todas as fitas VHS da loja e, para não prejudicarem o negócio de Fletcher, os rapazes resolvem refilmar aos poucos os títulos disponibilizados para locação.

O filme é uma grande homenagem ao cinema, uma celebração à democratização na produção cinematográfica, conseqüência das novas tecnologias digitais e suas formas de propagação - como o Youtube - e uma discussão sobre originalidade e paixão no processo de criação dos filmes, em época de enlatados comerciais produzidos com a única finalidade de agradar ao público e garantir receitas exorbitantes.

O principal ponto comprometedor do filme de Gondry é não ser tão engraçado como pretendia, é apenas divertido. Mas, mesmo assim, encanta pela forma passional com a qual os personagens recriam clássicos como King Kong, Os Caça-Fantasmas, Conduzindo Miss Daisy, entre diversos outros. Encanta também a declaração de amor do próprio Gondry a todo o processo de produção, desde sua concepção, desenvolvimento de roteiro, até o tratamento final.

É um filme sobre o fazer cinema atualmente, em um período no qual os estúdios aderem cada vez mais à moda da “suecagem” – palavra com a qual os personagens definem a reprodução de filmes - com refilmagens de obras do passado. Se não é um longa tão engraçado quanto parecia ser, funciona perfeitamente como homenagem à sétima arte. Rebobine, Por Favor, apesar de demorar para engrenar, propicia uma agradável experiência quando consegue entrar nos eixos. É, sem dúvida, muito mais interessante assistir a algo feito com paixão, do que a obras caça-níqueis. E essa sensação agradável permeia o filme. Mesmo nos momentos mais descartáveis, é possível ignorar os exageros nada engraçados de Gondry, com a certeza de que sua mensagem é mais forte que seus deslizes.

É um filme para cinéfilos, amantes da arte. Esse é o público principal do longa, e são eles que se deliciarão e sentirão uma nostalgia incrível de uma época em que a produção de cinema não estava comprometida até o pescoço com os interesses do departamento comercial. Fica aquém das expectativas, mas deixa uma sensação gostosa e provoca um sorriso largo no rosto do espectador.

Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 368MB
Gênero: Comédia
Formato: RMVB
Qualidade: DVDRip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 2008

Sexta-Feira 13


Os anos 80 estão de volta não somente na música ou na moda (duvidosa), mas também no cinema com o retorno dos serial killers que fizeram a cabeça da garotada há quase 30 anos. Depois de Michael Myers em Halloween de Rob Zombie (2007), lamentavelmente inédito no circuito comercial brasileiro , Jason Voorhees volta com sua máscara de hóquei e facão em Sexta-Feira 13.

Sob a direção do alemão Marcus Nispel (diretor do remake de O Massacre da Serra Elétrica, de 2003), não se trata da refilmagem do longa original, lançado em 1980; também não é uma continuação, mas sim o possível início de uma nova franquia, de olho nos espectadores que eram jovens demais para acompanhar a original desde o princípio.

Sexta-Feira 13 tem início no final do longa de 1980. A trama é retomada nos dias atuais, quando (claro) um grupo de jovens resolve acampar nas imediações do acampamento Crystal Lake, onde começou a saga de Jason (Derek Mears). Lá, eles encontram o assassino, o que dá início a uma nova série de matanças comandada pelo personagem.

Diferentemente do longa original, agora Jason é o único responsável pelos crimes cometidos. Mostrar rapidamente a origem do personagem e de sua fúria é uma de algumas das decisões acertadas tomadas pelos roteiristas Damian Shannon e Mark Swift (Freddy vs. Jason), dando a real oportunidade para que num novo público possa acompanhar essa nova franquia protagonizada pelo vilão, ao mesmo tempo em que mantém viva a motivação que sempre conduziu Jason em suas matanças. Aliás, a essência do personagem é mantida em Sexta-Feira 13. Ele continua sendo moralista: esfaqueia sem dó os personagens que bebem, transam ou usam drogas. Vale citar que as cenas de sexo são bem ousadas neste terror. Seria uma nova forma de se filmar o gênero? Talvez, já que o fato deve atrair mais espectadores aos cinemas.

Para os fãs da saga original, Sexta-Feira 13 mantém com fidelidade os elementos que fizeram a fama do assassino no cinema. Protagonizado por Jared Padalecki e Amanda Righetti, das séries Supernatural e The Mentalist, respectivamente, tem elementos capazes de levar novos espectadores aos cinemas. A trama não deixa de ser previsível, desenvolvida em cima dos clichês já eternizados pelos filmes do gênero. Mas não são novidades que o espectador espera, mas sim uma sequencia de mortes sanguinárias capitaneadas pelo assassino da máscara de hóquei e isso está garantido neste seu retorno às telas.

Trailer do Filme

Download do Filme

Tamanho: 394MB
Gênero: Terror
Qualidade: DVDrip
Audio: Inglês
Legenda: Português
Ano de Lançamento: 2009

Rambo IV



Rambo 3 estreou nas salas de cinemas mundiais em 1988, vinte anos depois estreia Rambo 4 a nova aventura do militar veterano John Rambo. Este filme marca não só o regresso da saga ao grande ecrã mas também a primeira incursão de Sylvester Stallone como realizador. Não se pode dizer que este filme seja muito diferente dos seus antepassados, é verdade que Stallone está mais velho e que a saga já não tem o impacto que tinha à vinte anos atrás, os tempos são outros e a competição nas bilheteiras também mas também é verdade que a essência e o espírito da saga estão bem presentes, Rambo 4 tem uma história muito semelhante aos filmes anteriores, aliás devo dizer que o argumento deste quarto filme é uma copia com modificações da história do terceiro.

Uma guerra civil acontece há quase 60 anos na fronteira com a Birmânia, envolvendo os birmaneses e a tribo karen. John Rambo (Sylvester Stallone) vive no norte da Tailândia, onde pilota um barco no rio Salween. Cansado de lutar, Rambo leva uma vida simples e solitária, apenas acompanhando o fluxo de rebeldes e refugiados. Até que surgem Sarah Miller (Julie Benz) e Michael Burnett (Paul Schulze), dois missionários que desejam levar alimentos e remédios às pessoas afetadas pela guerra. Inicialmente relutante, Rambo aceita a proposta de levá-los pelo rio. Mas 10 dias depois o pastor Artur Marsh (Ken Howard) o procura, dizendo que os missionários foram capturados e que havia recolhido dinheiro para contratar mercenários para resgatá-los. O pastor agora quer que Rambo leve os mercenários até o local onde ele deixou os missionários, mas ele decide também participar da operação de resgate.

Quando Rocky Balboa foi lançado e fez enorme sucesso de público e crítica era óbvio que Sylvester Stallone não deixaria essa chance passar em branco e reaproveitaria o momento para tentar reerguer a carreira de Rambo. Mas, também já era de se esperar que dificilmente as boas críticias e o mesmo sucesso seriam mantidos. Uma coisa é acertar uma vez, outra coisa é acertar sempre. Ainda mais quando estamos falando de Stallone que não é um grande ator e muito menos um grande diretor.

Isso quer dizer que Rambo IV é uma porcaria total? Não. Apenas quer dizer que ele não foi tão bom quanto o filme Rocky Balboa. Foi apenas mais um filme de John Rambo que agrada aos fãs do ator e do personagem. Ou seja, se você gostou da trilogia irá se divertir com esse.

Os principais defeitos do filme são os personagens coadjuvantes: canastrões e péssimamente desenvolvidos. Parecem amadores. Os elogios ficam para a boa trilha sonora e a fotografia.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: John Rambo
Gênero: Ação
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português

Hitman, Assassino 47


Frio e misterioso, o Agente 47 (Timothy Olyphant) é criado por uma organização sob uma rígida educação e treinamento extremamente pesado para se tornar um exímio assassino 47, número do código de barras tatuado em sua nuca, torna-se um matador de aluguel.

Em uma trama que envolve tanto a Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) quanto o exército russo, o assassino, depois de receber a missão de matar o primeiro-ministro da Rússia, de “caçador” torna-se “caçado”. A partir daí, o assassino tenta obstinadamente encontrar quem armou a cilada na qual está envolvido e o porquê. Em meio à trama, o matador tem de lidar com seus sentimentos por Nika Boronina (Olga Kurylenko), namorada de um de seus grandes inimigos.

"Hitman – O Assassino 47", do diretor Xavier Gens (Frontier), é a adaptação às telas do videogame Hitman, popular série da Eidos e da IO Interactive. Olyphant, que interpreta o grande inimigo de John McClane (Bruce Willis) em Duro de Matar 4.0, não surpreende em sua atuação como o austero e determinado Assassino 47. Até por que o enredo, pobre e confuso, não o ajuda.

As cenas de lutas e grandes incêndios lembram os filmes da série Duro de Matar e da trilogia iniciada com A Identidade Bourne, além de ter pitadas de 007 Cassino Royale. São muito bem encenadas e agrupadas como videoclipes, aproximando Hitman – O Assassino 47 a obras vazias, mas visualmente impactantes, como A Senha: Swordfish, também roteirizado por Skip Woods.

A personagem interpretada Olga Kurylenko, que contracenou com Elijah Wood em Paris, Te Amo - também não chama atenção e seu papel parece ter sido criado para agradar aos espectadores mais sentimentais, que gostariam de ver o indestrutível assassino abalado sentimentalmente por uma bela garota. Mas, sem personalidade, a russa parece ser um mero enfeite. Assim, com personagens fracos e enredo confuso, Hitman – O Assassino 47 não inova nem surpreende, caindo nos clichês dos filmes de ação mais simplórios.

Trailer do Filme

Download do Filme

Título Original: Hitman
Gênero: Ação
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb
Áudio: Inglês
Legenda: Português

sábado, 25 de abril de 2009

Pulp Fiction


"Pulp Fiction" é uma narrativa fragmentada extremamente original. É um emaranhado de histórias e de personagens completamente distintas, aplicadas num conjunto de montagens e de planos, formando assim uma estética / estrutura geral absolutamente perfeita. "Pulp Fiction" é um filme de ritmo rápido, com imensos plots e sub-plots, o que lhe confere uma dinâmica, para além da rapidez, e uma riqueza únicas. Toda a estética de montagem serve de esqueleto a, não uma, mas a três histórias com a temática do submundo do crime, onde todas elas possuem personagens em comum.

"Pulp Fiction" é um filme, que à primeira vista parece não ter qualquer nexo, e cujo realizador parece ser completamente louco; o facto de esta última característica ser absolutamente verdadeira, é o que dá a "Pulp Fiction" o seu carácter único e irrepetível, uma verdadeira obra-prima.

Um outro aspecto que há a salientar em "Pulp Fiction" é o modo como Tarantino fala sobre assuntos extremamente delicados, tão peculiarmente. Os diálogos são fortes e extremamente bem construídos, maior parte das vezes apresentando um humor negro sobre diversas situações que não deveriam ser engraçadas; e a naturalidade com que as drogas e a violência são tratadas no quotidiano das personagens. E como as histórias parecem estar desconectadas umas das outras, tudo parece uma confusão generalizada, acabamos por encontrar o cerne da definição "Pulp", dada no início do filme, dando-lhe, nós, um sentido automático no contexto principal do filme.

"Pulp Fiction" é uma obra genial, a prova de que Quentin Tarantino nasceu para revolucionar o cinema independente americano. "Pulp Fiction" é, sem dúvida, um dos melhores filmes de todos os tempos.

Trailer do Filme

Download do Filme - parte 1
Download do Filme - parte 2
Download do Filme - parte 3

Título Original: Pulp Fiction
Gênero: Policial
Tempo de Duração: 154 min
Ano de Lançamento: 1994
Qualidade: DVDRip
Formato: Rmvb (RAR)
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Tamanho: 506 mb